Postado por Dra.Dianny Em 17 - out - 2011
eutanasia

Alguns proprietários de cães, gatos e outros animais de estimação, já tiveram a dolorosa experiência de ter que optar pelo sacrifício de seus companheiros. Além de sofrida, é uma decisão bastante difícil, pois o vínculo entre o homem e o animal é muito forte para ser quebrado subitamente e, o que é pior, por uma escolha do dono. O profissional veterinário tem o dever de orientar quanto ao curso da doença. Quando o prognóstico é  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 17 - out - 2011
ulcera de cornea

Úlceras de córnea ocorrem com grande freqüência em cães e gatos, principalmente nas raças braquicefálicas (focinho “achatado”). Podem ser causadas por diversos motivos, mas os principais são os traumas, entrópio (pálpebras viradas para dentro), triquíase e distiquíase (cílios e pêlos tocando a córnea) e ceratoconjuntivite seca (doença causada pela diminuição da quantidade ou da qualidade da lágrima). Quanto mais superficial a úlcera de córnea mais dolorida ela é, pois as terminações nervosas da córnea se  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 17 - out - 2011
linfoma

O linfoma, ou linfossarcoma, é uma doença neoplásica dos linfócitos, um tipo de glóbulo branco que têm origem nos gânglios linfáticos e na medula óssea. As células T cancerosas podem espalhar-se e atingir outros gânglios linfáticos e órgãos. Existem vários tipos de linfócitos. Alguns são chamados de linfócitos B (células da Bursa de Fabricius) responsáveis pela produção de anticorpos e outros são denominados de linfócitos T (Timo) responsáveis pela sinalização da infecção. Um linfoma das  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 23 - set - 2011
cinomose

Enfermidade infecto contagiosa, que afeta só os cães entre os animais domésticos e os canídeos silvestres. Causada por um vírus que sobrevive por muito tempo em ambiente seco e frio, e menos de um mês em local quente e úmido; muito sensível ao calor, luz solar e desinfetantes comuns. Se infectam (contaminam) por contato direto ou pelas vias respiratórias, pelo ar contaminado. A  transmissão direta é por secreções do nariz e boca de animais infectados  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 23 - set - 2011
febre maculoa

A Rickettsia é uma bactéria que sobrevive basicamente dentro das células dos carrapatos. No Brasil, o carrapato mais comum e também o que mais comumente é vetor desta infecção é do tipo Amblyomma cajennense. Estes carrapatos são também conhecidos como “carrapato-estrela”, “carrapato de cavalo” ou “rodoleiro”. Eles infestam animais domésticos como as galinhas, cavalos, bois, cachorros e porcos e também animais selvagens como os gambás, as capivaras, cachorros-do-mato, coelhos, tatus e cobras. O carrapato infectado  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 23 - set - 2011
leptospirose

Essa doença bacteriana é causada por um espiroqueta, que é um tipo de bactéria com uma forma espiral estreita. O espiroqueta da leptospirose é passado na urina de animais infectados e entra no corpo do cão através de uma ferida aberta na pele ou quando ele come ou bebe algo contaminado pela urina infecciosa. Os sinais da leptospirose não são bonitos. Os sintomas iniciais incluem febre, depressão, letargia e perda de apetite. Normalmente, a leptospirose  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 23 - set - 2011
cao gripe

Esta é uma infecção respiratória comum em qualquer situação onde muitos cães são mantidos juntos, como canis,abrigos de animais e lojas de animais de estimação. A infecção faz com que a traquéia, a laringe  e os brônquios (os pequenos tubos ramificados nos pulmões) fiquem inflamados. Sucumbindo à bactéria Bordetella bronchiseptica Um cão infectado desenvolverá uma tosse de branda a grave, algumas vezes com um nariz escorrendo, de cinco a dez dias após a exposição. Pode  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 29 - jul - 2011
otite

Otite é a inflamação do conduto auditivo. Nos animais, é um problema muito comum que, quando não diagnosticado ou tratado corretamente, pode levar os animais à surdez e, ainda, a alterações de postura e comportamento, como andar em círculos. Outros sinais clínicos incluem o odor fétido, dor e a presença de secreção. Existem diversas causas de otite. Dentre elas, destacam-se: produção excessiva de células de descamação, associada à presença de bactérias, fungos e ectoparasitos, tais  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 29 - jul - 2011
demodex

É também conhecida como demodecicose, sarna negra, sarna folicular, sarna vermelha e, nos casos mais graves, lepra canina. A sarna demodécica é causada pelo ácaro Demodex que faz parte da fauna da pele normal dos animais. O Demodex apresenta várias espécies, sendo que cada uma delas apresenta afinidade para um determinado animal. O Demodex canis com afinidade aos canídeos, D. cati aos felídeos. Felizmente estes agentes não contaminam o ser humano. O Demodex, que normalmente  [ Mais… ]

Postado por Dra.Dianny Em 29 - jul - 2011
sarna

A sarna sarcóptica é uma dermatose parasitária causada por um ácaro denominado Sarcoptes scabiei. Afeta espécies de animais, como cães, gatos. É altamente contagiosa em animais e pode também afetar a espécie humana. O cão é o animal de companhia mais atingido por esse ácaro. O contágio se dá através do contato com animais infectados ou instrumentos contaminados; quando no meio ambiente, o ácaro pode resistir alguns dias. Quando no hospedeiro, o ácaro localiza-se na pele, cavando túneis  [ Mais… ]