Uma vez formado o tártaro, a higiene bucal deve ser realizada através da extração mecânica chamada de tartarectomia. Em alguns casos há o comprometimento dentário, sendo necessária a extração de um ou mais dentes. Para estes procedimentos, a anestesia geral é imprescindível, pois além de evitar qualquer incômodo ou dor ao animal, impede reflexos e reações, o que torna a prática muito segura.