Castração de Cães e Gatos em fêmeas é chamada de ováriosalpingohisterectomia (retirada do útero e ovários) e em machos de orquiectomia (retirada dos testículos, preservando a bolsa escrotal). É realizada com o animal sob anestesia geral.

Benefícios

Quanto mais cedo é realizada a castração de uma fêmea, menor a chance de vir a apresentar tumor de mama, visto ser um tipo de tumor hormônio dependente (hormônio produzido pelos ovários). Por exemplo, fêmeas castradas antes do primeiro cio, reduzem em até 95% a incidência de tumor mamário na fase adulta. A castração, além de evitar a gravidez indesejada, previne também o aparecimento de tumores de ovário e útero, pseudociese (gravidez psicológica) e piometra /hemometra/mucometra, doença que provoca o acúmulo de pus/sangue/muco dentro do útero, podendo levar a  fêmea a morte, quando não tratada a tempo.

A castração dos machos, se realizada durante a juventude, evita ou diminui hábitos incovenientes como demarcação de território com urina. O animal tende a ficar mais calmo, evitando a ocorrência de brigas por disputa de território, em locais onde convivem vários animais juntos. Evita fugas de casa atrás de fêmeas no cio e consequentes brigas, atropelamentos, envenenamentos, bem como contágio com algumas doenças infeciosas transmitidas pela saliva/mordida ou cópula.